terça-feira, 30 de junho de 2009

Viver Por Ninguém

uma brevíssima reflexão

Tenho a impressão que estou prestes a realizar algo grandioso. A dor que explode minha cabeça só pode anteceder um grande parto criativo, um jorro de idéias que não vai parar.

Dormi demais e tive sonhos tão reais que acordei agitado. Sonhei que brigava com algumas pessoas e lembro-me de armar meus braços durante o sono, brigando com o ar. Tenho levado a sério demais os sonhos, compreendido pouco a vida.

Estou plantado no mesmo lugar feito uma árvore, matéria de solidão. Achei que tinha a mim mesmo mas parece que até meu corpo quer me trair. Mesmo com remédios a dor insiste em não passar.

Dias que não há pausas para melancolias, pausas dramáticas, momentos de reflexão. Só o dia que corre e a vontade que temos de que outro dia nasça logo e rapidamente.

Há dias que tenho vivido em vão.

Um comentário:

  1. fantástico. continua com esse personagem. Continua com ESSE personagem

    ResponderExcluir